terça-feira, 17 de novembro de 2009

OS ERROS DE ARBITRAGEM SE EQUIVALEM?

Algumas mentiras são contadas tantas vezes que acabam sendo aceitas como se fossem verdades. A mídia esportiva de uns três anos pra cá vem batendo na tecla de que num campeonato de pontos corridos os erros de arbitragem no compito final se equivalem. Que o time prejudicado numa rodada será favorecido em outra. Será que isso é verdade? Jornalistas como o sãopaulino Fernando Sampaio da Radio Jovem Pan defendem essa tese de forma veemente. Mas será que essa equivalência de erros realmente ocorre? Vamos aos fatos:

Em primeiro lugar vamos ver o que significa equivalência, segundo o Aurélio;
equivalência s. f. 1. Qualidade de equivalente. 2. Igualdade de valor.
Vamos ficar com o segundo item; Igualdade de valor, algo assim; dois erros pró = dois erros contra, certo? Para mim que não sou da mídia esportiva, sou só um cidadão comum e não uma mente brilhante como a do imparcial jornalista, acima citado, a equivalência é isso, igualdade de medidas.
Vamos relembrar erros de arbitragem acontecidos em jogo do Palmeiras e do São Paulo nestas 35 rodadas do brasileirão.

1ª RODADA
Palmeiras 2x1 Coritiba
2º Gol do PALMEIRAS Keirrisson estava impedido.
Penalti inventado do Jefferson que estava de costas para o jogador do Coritiba

Fluminense 1x0 São Paulo
Segundo gol do Flu anulado de forma equivocada alegando impedimento. O mesmo bandeira não assinalou um impedimento escandaloso do Borges no final do 2º tempo que quase resultou em gol. Mesmo ajudado, o São Paulo perdeu.

2ª RODADA
São Paulo 2x2 Atlético/PR
Começo do jogo pênalti do Miranda no Marcinho, não marcado.
Gol de empate do São Paulo André Lima impedido.


3ª RODADA
Palmeiras 0x0 São Paulo
Penalti do Miranda em Diego Souza, foi uma rasteira que só o Sr. Rodrigo Braguetto não viu.

4ª RODADA
São Paulo 3x0 Cruzeiro
Jogo normal, São Paulo jogou melhor, só um detalhe me chama a atenção, Kleber sofreu 14 faltas, sendo 7 só do Miranda. Alias Miranda foi receber um amarelo no final do 2º tempo na 6ª falta cometida no mesmo jogador. É impressionante como a time do São Paulo tem um salvo conduto para bater.


5ª RODADA
Palmeiras 2x1 Vitória
Gol legitimo do Roger que o juiz não validou pois não percebeu que o Marcos defendeu a bola após a linha do gol.


6ª RODADA
Palmeiras 3x1 Cruzeiro
O gol do Cruzeiro saiu de uma falta inexistente do Marcão no Wellington Paulista, uma bola prensada. Tipo de falta que jamais seria marcada contra a zaga sãopaulina.
Gol de empate do palmeiras, a bola do Marcão não entrou. Erro principalmente do bandeirinha que correu para o meio do campo validando o gol. Se o gol não fosse validado, se o lance não tivesse sido parado a bola sobrou para o Keirrison dentro da pequena área.

7ª RODADA
Atletico/PR 2x2 Palmeiras
Segundo gol do Atlético surgiu de uma falta inexistente do Mauricio Ramos no Marcinho, até aí tudo bem, pois nossos jogadores não podem encostar que é falta, ao contrario dos sãopaulinos.
Gol legitimo, alias gol não, golaço do Obina anulado na mão grande.

8ª RODADA
São Paulo 2x0 Náutico
1º gol do São Paulo saiu de uma falta inexistente sobre o Washington.
Palmeiras 1x1 Santos
Penalti de Domingos em Obina quando o jogo estava 1x0 para o Palmeiras.

10ª RODADA
São Paulo 2x2 Flamengo
Segundo gol do São Paulo, pênalti, o problema é que o jogador Eduardo Costa foi derrubado fora da área, mas foi marcado o pênalti.
Jogada de Willians pela direita cruza na pequena área, Adriano é derrubado por Arouca, mas como é proibido marcar pênalti contra o São Paulo.



12ª RODADA

São Paulo 2x1 Santos
Pênalti do André Dias no Rony, mas para ser marcado pênalti contra o São Paulo precisa ter fratura exposta.

13ª RODADA
Goiás 2x1 Palmeiras
1º gol do Goiás, pênalti inventado pelo Evandro Rogério Roman, Wendell acerta só a bola e só o juiz viu a falta.
2º gol jogador estava impedido.

Internacional 2x2 São Paulo
Os 2 gols do Alessandro foram em impedimento.

15ª RODADA
São Paulo 2x1 Grêmio
Segundo gol do São Paulo, Borges estava muito impedido e vai disputar a bola, mas quem finaliza é Dagoberto que não estava impedido. Porem Borges participa do lance.

17ª RODADA
Gol de empate do Grêmio, o juiz marcou falta inexistente de Ortigoza no meio de campo, a cobrança foi feita com a bola em movimento.



18ª RODADA
Atlético/MG 1x1 Palmeiras
Dois pênaltis não assinalados para o Palmeiras, sendo que o 2º foi escandaloso, o jovem goleiro Bruno agarra ao Sandro Silva e cai abraçado com o jogador palmeirense.


20ª RODADA
Coritiba 1x0 Palmeiras
Penalti inventado de Marcão sobre Thiago Gentil, no final do jogo. Nem vou comentar a expulsão do Pierre no 1º tempo.

24ª RODADA
São Paulo 2x0 Avaí
Quando o jogo estava 0x0 o Avaí fez um gol legitimo e foi anulado por impedimento.



25ª RODADA
Santo André 1x1 São Paulo
Penalti de Miranda em Fernando, mas como é proibido marcar contra eles.

Cruzeiro 2x1 Palmeiras
2 penaltis não marcados para o Cruzeiro.

26ª RODADA
São Paulo 1x1 Corinthians
Gol de empate do Washington, ele estava completamente impedido, mas...

31ª RODADA
Santos 3x4 São Paulo
No quarto gol do São Paulo Dagoberto tenta passar por dentro do André Astorga e o juiz marcou falta, talvez ambos não conheçam leis da física. Marcada a falta inexistente, na cobrança, dois jogadores do São Paulo derrubam dois jogadores da barreira do Santos e coincidentemente a bola passa por ali, bela jogada ensaiada, mas o juiz não pode faltar no ensaio para dar certo..



33ª RODADA
São Paulo 1x0 Barueri
Penalti de Renato Silva em Otacilio Neto não marcado pelo juizão, não pode marcar, né
Palmeiras 2x2 Corinthians
Erro do juiz ao não expulsar Danilo após uma jogada violenta em Jorge Henrique.
Penalti de Armero em Dentinho.

34ª Rodada
Grêmio 1x1 São Paulo
Penalti de Jean em Fabio Santos, não marcado novamente.
Fluminense 1x0 Palmeiras
Gol legitimo de Obina roubado pelo vigarista do Simon.
Penalti em cima de Danilo também não marcado pelo vigarista.
Cabeçada de Alan em Armero na cara do bandeirinha que também não fez nada.


35ª RODADA
Palmeiras 2x2 Sport
Juiz comete dois erros absurdos, apita um impedimento inexistente de Danilo e depois do jogo parado confirma o segundo gol do Palmeiras. Prejudica o Sport, mas estava prejudicando o Verdão.
São Paulo 2x0 Vitoria
O juiz vê dois jogadores do São Paulo, tanto viu que deu amarelo para ambos, trocarem agressões e não os expulsa. A regra para o São Paulo é outra.

Total de erros do Palmeiras ;
Pró : 8 erros Contra: 15 erros


Total de erros do São Paulo:
Pró: 14 erros Contra: 2 erros


Vamos tentar entender; para a mídia esportiva 8 é igual a 15, oito não seria a quase a metade de 15? E 14 é igual a 2? Se eu estiver errado na matemática me corrijam, mas 2 não é sete vezes menor que 14? Que porra de equivalência é essa?


O jornalismo marrom feito em prol de alguns queridinhos da mídia contam com a falta de memória dos torcedores, porem hoje existe a internet que registra muita coisa e é fácil de se pesquisar, site como You Tube armazenam vídeos de todos os jogos citados, basta querer verificar.


Podem dizer que esse texto é parcial escrito por um torcedor apaixonado, e isso é a mais pura verdade, sou Palmeirense doente, mas não me venham dizer que não existe favorecimento ao time do São Paulo, são muitos os erros a favor do time do Morumbi. Jogadores como Miranda têm livre conduta para bater. A imprensa criou sobre esse bom jogador a aura de melhor zagueiro do futebol brasileiro e ele pode até dar rasteira dentro da área, na frente do juiz, que nada é marcado.


Se o Palmeiras não for campeão este ano o maior culpado será o próprio time, jogadores que perderam gols incríveis, outros que não demonstraram a garra necessária para ser campeão, mas que a arbitragem nos prejudicou muito mais que favoreceu isso é fato.
Já ao time do São Paulo, como em anos anteriores, foi o grande beneficiado pelo apito amigo.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

SE AQUI É ASSIM ? COMO DEVE SER NA SIBÉRIA ?

Sou assinante NET/Virtua a mais de 6 anos. Dia 06/07/2009 resolvi mudar meu pacote de canais e de velocidade da internet, como se trata de uma venda fui atendido rapidamente. Comprei o novo pacote e foi marcada a visita do técnico para dia 10/07/2009 das 14 às 18hs, para a troca dos codificadores de canais. O técnico não apareceu, perdi minha tarde e não apareceu ninguém, nem ligaram para avisar que não viriam. Por volta das 19 horas do dia 10/07 liguei para reclamar, só que dessa vez, como já haviam me vendido o produto, tive que conversar com um “funcionário eletrônico”, um robô super atencioso que eu desconfio ser o funcionário mais competente da empresa, pois está ali para fazer triagem e dar protocolo, e pasmem, ele consegue. É claro que com a participação do cliente, mas consegue atingir sua meta, diferente dos demais setores da NET. Quando consegui falar com um atendente humano (Alex e Hélio) meus problemas recomeçaram, agendaram uma nova visita para o dia 15/07/2009, protocolo n° 003090109996353,reclamei que por se tratar de um dia útil seria complicado ter alguém em casa e que, como o erro era da NET, eu queria a visita no fim de semana. Depois de um longa espera para que a solicitação fosse levada ao supervisor o atendente retornou e me disse que como a falha havia sido deles a visita do técnico seria no sábado, só que não poderia fixar um horário, aconteceria das 8 às 18horas. Fiquei o dia todo em casa e SKAWURZSKA, o técnico deve ter ido resgatar alguém na Sibéria, junto com o Coronel Boris Tchutenko,Quarta-feirae não pode aparecer na minha casa, de novo.
Dia 13/07/2009 liguei novamente para o telefone 4004-7777 e o simpático robô me atendeu gentilmente, e dessa vez eu achei melhor anotar o protocolo que ele fornece, afinal é importante valorizar o trabalho do único funcionário competente de uma empresa. O protocolo em questão é o n° 003090110815725, depois de um bate-papo com meu amigo robô eu consegui falar com a atendente Aline, que também não soube me explicar por que o técnico não compareceu, talvez quem sabe uma nevasca lá na Sibéria, mas me afirmou que estava agendada uma nova visita para o dia 15/07/2009 no período da manhã(das 8 às 12 horas). Quarta-feira, dia 15/07/2009, minha sogra ficou a manhã toda em minha casa e, é lógico, o técnico não apareceu. O incrível é que no dia 14/07 recebemos até um torpedo confirmando a visita, se não vão vir pra que gastar dinheiro com celular, que tal poupar despesas e poder contratar gente mais competente?
Por volta das 13 horas do dia 15, liguei novamente, depois de uma conversa agradável com o Rob (o robô, é que já estamos ficando amigos), consegui ser atendido pelo Sr Flávio, que após ouvir meu relato e deixar claro que estava de saco-cheio de reclamações, me informou que realmente a visita estava em aberto(o que eu já tinha conhecimento) e que em 1 (uma) hora o técnico compareceria na minha casa. Começo a pensar se o técnico em questão não seria o Muricy Ramalho, porque novamente ele não apareceu na uma hora combinada, também não veio nas próximas 4 horas seguintes, saí de casa às 18 horas e ninguém da NET tinha vindo ou ligado.
As 20h05 eu novamente 1iguei para a NET, afinal eu sou brasileiro e não desisto nunca, depois de falar com o Rob, fui atendido, às 20h24, pelo atendente Marco, pedi desculpas e disse que não desmerecendo seu trabalho, mas queria conversar com o Supervisor. Marco me pediu um instantinho, e 22 minutos depois, fui atendido pela Supervisora Mônica. Relatei meus 4 agendamentos de visita não realizados, perguntei se ela achava normal um cliente ficar 36 minutos (14 para o atendente e 22 para a superviora) esperando para ser atendido e ela me informou que demorou “um pouco” porque estava em reunião com seu chefe. Perguntei o nome deste chefe e ela me disse que não me daria essa informação, ao questionar se o referido chefe era algum foragido da justiça e por isso não poderia ser identificado ela me disse o nome desse chefe, trata-se da Sra. Cintia Cabral, que com certeza merece muito mais atenção do que nós reles clientes. Afinal entre deixar a Chefe esperando, que espere o idiota do assinante. A senhora Mônica, também, não conseguiu me explicar o porque o técnico não compareceu, pela 4ª vez, para fazer um procedimento que eu julgo não ser tão difícil. Como eu insisti em ter o motivo do não comparecimento, a sra. Mônica me pediu um instante para entrar em contato com a área técnica, como o instantinho pedido pelo atendente Marco durou 22 minutos, achei mais prudente que, quando, a sra. Mônica tivesse a resposta ela me ligasse. Cerca de meia hora depois a Supervisora Mônica retornou minha ligação e me explicou que ocorreu um problema e por isso o técnico não pode comparecer (achei melhor não dizer para ela que isso eu já havia percebido, para não magoar a profissional que tinha conseguido tão valiosa informação) ela me deu a ótima noticia que marcaria uma nova visita para o dia 17. Provavelmente a NET e seus funcionários acreditam que todo mundo pode ficar em casa todos os dias aguardando o técnico da NET ter a boa vontade de nos honrar com sua visita. Afirmei que aceitaria o novo agendamento para sexta-feira, dia 17, mas queria uma hora especifica para a visita, que deveria ser após o almoço e que ela marcasse o período, que fosse das 14 às 15, ou das 15 às 16hs, mas que eu queria saber que horas viria esse técnico. A senhora Mônica disse que entendia (o que eu duvido) e que falaria com o setor técnico e me retornaria. Até a hora que eu fui me deitar às 2 horas do dia 16/07 ela não tinha retornado.
Ontem, por volta das 12h40 estava eu almoçando e; Aleluia!, apareceu o técnico da NET, veio sem que eu tivesse a confirmação por parte da supervisora Mônica desse agendamento. Ele retirou meu codificador digital e instalou o novo analógico e na hora de me entregar o controle remoto me forneceu um já usado em que a tampa do compartimento das pilhas era preso por uma fita adesiva. É lógico que me neguei a ficar com o controle naquele estado. O técnico foi até sua moto e como por mágica encontrou um controle novo. Estranho, muito estranho.

Depois do relato me ficam algumas indagações:

1° Esse é o respeito que a empresa NET têm por seus assinantes?
2° Uma empresa com mais de 10 anos de mercado, sendo a maior do seu segmento, não tem capacidade de cumprir um simples agendamento de visita?
3° Não considera enganosa suas propagandas nos mandando sair da Sibéria e vir pra NET? Acredito que entramos numa fria maior...


Informo que já estou procurando outra empresa de TV por assinatura e de Internet Banda Larga, mas com certeza isso não quer dizer nada para a NET. Pelo descaso apresentado com certeza o assinante não significa nada, mais importantes são os chefes e supervisores, esses sim garantem a arrecadação da NET.

Enviei essa carta para a Sra. Vera Rennó, Diretora Ouvidora da NET, mas se a Ouvidoria for como os demais setores da empresa, com certeza não vou ter nem resposta.


segunda-feira, 13 de julho de 2009

DIA MUNDIAL DO ROCK'N ROLL

Meus pais eram migrantes do interior de São Paulo e a música que eu ouvia na minha infância era sertaneja, não esse breganejo que infesta as rádios e televisões. Cresci ouvindo Tonico e Tinoco, Sérgio Reis, Milionário e José Rico, Pena Branca e Xavantinho. Pra falar a verdade gosto muito desses sertanejos de verdade, mas aos 10 anos eu descobri o rock. Uma amiga da minha irmã trouxe um LP do Led Zeppelin para tocar na vitrolinha da minha irmã mais velha, fiquei alucinado e daquele dia em diante o Rock passou a ser a trilha sonora principal da minha vida. Eu gosto de muita gente, de Beatles à Dire Straits, de Iron Maiden a Rolling Stones, de Ozzy a Raul Seixas, eu gosto de tantas músicas que fica difícil até montar uma coletânea, sempre fica faltando uma. E sei que esse negócio de fazer lista é uma das coisas mais batidas do internet, mas eu não resisti, para homenagear o Dia Mundial do Rock, segue a minha lista das cinco melhores músicas do gênero (na minha opinião).

5º Lugar
Ozzy Osborny, pra mim, é a melhor voz do rock. Black Sabbath é uma banda que inspirou tantas outras e é difícil ouvir uma música deles sem balançar o pescoço, é quase automático. Iron Man é demais, conseguiu até a salvar o filme homônimo.


4º Lugar:
Raul Seixas, ninguém nesse país personificou o rock como ele e eu como fã vou colocá-lo aqui, no meio dos melhores do mundo, pois esse é o lugar dele. Gita é a melhor letra de música já feita.


3º Lugar:
Pink Floyd, minha banda preferida, são tantas as musicas deles que eu gosto, mas Wish You Were Here é a melhor de todas. Quem nunca sentiu a falta de alguem? Mas sua letra é uma homenagem a Syd Barrett, o primeiro vocalista, e um dos fundadores da banda, que acabou saindo do grupo por seus freqüentes problemas com drogas, dizem que o personagem Pink do filme The Wall foi inspirado nele.



2º Lugar
Led Zeppelin
, acho que é a maior banda de todos os tempos, são tantas músicas, mas não têm como não ser Stairway To Heaven.


1º Lugar
Eu sei que os caras nem são do primeiro time, muita gente(mal informada) nem conhece Eagles, mas com certeza todos conhecem Hotel Califórnia, uma obra prima.



Essa pequena lista é só a minha humilde opinião, existem milhares de músicas e bandas fantásticas,mas para escolher só cinco, eu fico com essas aí de cima.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

domingo, 21 de junho de 2009

39 ANOS DO TRI

quarta-feira, 17 de junho de 2009

LIBERTADORES, UM SONHO REALIZADO


Como nasce um sonho:

Eu tinha 15 anos em 1981, chegou o fim do ano e o meu PALMEIRAS não conseguiu se classificar para as finais do Paulistão, pior, com a má colocação na tabela iria disputar a Taça de Prata do Brasileirão de 82 (uma espécie de segundona).
O time da moda, com justiça, era o Flamengo, um timaço que tinha em Zico seu maestro. O Fla estava disputando a final da Libertadores com o Cobreloa do Chile, ganharam de 2x1 no Maraca e perderam de 1x0 no Chile, como gol e gol em qualquer lugar e a regra era mais justa não tinha essa injustiça de gol fora de casa valer mais, houve um terceiro jogo. Dia 23 de novembro de 1981 em não fui para rua, fiquei em casa e assisti o Flamengo derrotar o time chileno por
2x0, os dois do Zico. Com o apito de final do jogo o que se viu foi uma grande festa por parte dos jogadores, mas nada comparável com a festa da torcida no Rio e em todo o país. Confesso que paguei o maior pau e criei um sonho, era um sonho bem distante: “Um dia vou ver o meu PALMEIRAS Campeão da Libertadores”.


A realidade:

Para quem sonhava com a Libertadores, confesso que a realidade era dura, o meu time repleto de Buiões, Darintas, Jaimes Boni, Bizus e demais perebas contratados à baciada pelo já ultrapassado(naquela época) Hugo Palaia não conseguia nem vencer o Paulista, quem diria a Libertadores.
E os anos 80 foram se arrastando e eu mantinha meu sonho vivo, mas por ora eu ia focando no paulista e no brasileiro, que era o que a gente disputava. A cada inicio de campeonato eu tinha a certeza que, “agora vai” e no final não ia. Mas como função de torcedor era torcer eu seguia indo a todos os jogos do Verdão.


Era Parmalat:
Em 92 o PALMEIRAS firmou o contrato de co-gestão com a Parmalat e o time que já possuía uma base boa com Tonhão, Cesar Sampaio, Mazinho, Daniel Frasson, Jean Carlos, Carlinhos e Evair foi reforçado com Zinho e chegou na final do Paulista,
perdemos para o São Paulo de Telê, mas a semente estava plantada.
Em 1993 chegaram Antonio Carlos, Roberto Carlos, Edilson e Edmundo, no meio do Paulista chegou Luxemburgo e dia
12 de junho de 93 acabou a fila de 16 anos, mas essa historia eu já contei aqui. A fila de títulos havia acabado, no mesmo ano de 93 ganhamos o Torneio Rio São Paulo e o Brasileiro. Eu que comecei a torcer no estádio em 1977, logo no inicio da famigerada fila, estava feliz pra caralho, mas meu sonho ainda precisava ser realizado.

Libertadores de 94:
O nosso time de 94 era muito forte, e ainda foi reforçado pelo Rincon, Flavio Conceição.
Ganhamos o Paulista com um pé nas costas e na Libertadores passamos da primeira fase com 3 vitorias e três derrotas, ganhamos em casa e perdemos fora, mas dentre as vitorias aconteceu os 6x1 sobre o Boca Junior, quem viu aquele jogo sabe o que é uma partida perfeita. O Mazinho fez chover.
Nas oitavas de final pegamos o São Paulo, na época bi-campeão da própria Libertadores e Mundial, time de Mestre Telê Santana. Primeiro jogo no final de abril, no Pacaembu, não devia ter mais que 20 mil pessoas no estádio, o Palmeiras matou o São Paulo, era para ter sido uns 3x0, Zetti catou muito, mas o jogo terminou mesmo em 0x0. A Libertadores parou para a disputa da Copa do Mundo dos USA e o jogo da volta foi marcado para o final de julho e a nossa já competente diretoria marcou uma grande excursão para o leste asiático e Japão, nosso time que era muito superior ao São Paulo, chegou na sexta-feira do Japão e no domingo perdeu para o time do São Paulo. Sonho adiado.
Ganhamos o bi-campeonato do Brasileiro, em cima de nossos mais fieis fregueses, e mais uma vez estaríamos na Libertadores.

Libertadores de 95:
Passamos pela primeira fase, contra Grêmio, El Nacional e Emelec, de forma tranqüila, nas oitavas de final perdemos para o Bolivar lá no “Himalaia” por 1x0 e vencemos aqui por 3x0. Veio as quartas de final contra o Grêmio, jogo lá no Olímpico e o Sr. Claudio Vinicius Cerdeira expulsou o Rivaldo aos 13 do primeiro tempo por ele ter recebido uma voadora do delicado Dinho. 25 minutos depois o mesmo Dinho deu outra voadora no Valber e dessa vez o justíssimo arbitro expulsou os dois. Quando Valber(o que recebeu a voadora) saia de campo, a bichona do Danrlei saiu do gol, pulou as placas de propaganda e deu outra voadora no Valber, o rapaz bom pra levar voadora. Na volta para o gol o correto apitador deu um enérgico amarelo para o goleiro baitola. Segue o jogo e o Grêmio faz dois gols, ainda no primeiro tempo. Aí surge a genialidade de um técnico, perdendo de 2x0 com um a menos o que o faz Carlos Alberto Silva ? Retira um dos volantes(Amaral) e coloca mais um atacante. E deu resultado, para o Grêmio, que fez mais 3 gols. Jogo de volta, quem acreditava que poderíamos vencer por 5 gols de diferença e sem 5 titulares ? Eu acreditava, eu e todos os Palmeirenses. E quem foi ao Palestra, assim como eu, assistiu a um
jogo inesquecível. Perdemos a classificação, mas fizemos 5 gols e no final do jogo a torcida ficou no estádio e cantou o hino, foi lindo. E meu sonho teve que esperar mais um pouco.
Felipão:
Chegou em 97 com o compromisso de fazer o PALMEIRAS ser campeão da Libertadores, montou um time muito aguerrido em 97 e apesar de suas limitações de elenco, chegou na final do Brasileirão. Em 98 o objetivo era classificar o time para a Libertadores. Ganhamos a
Copa do Brasil e o Mercosul e o objetivo estava cumprido. Que venha a Libertadores.
Libertadores de 99:
Um grupo difícil, com Corinthians, Olimpia e Cerro Porteño. Estreamos contra o Corinthians, um sábado a tarde no Morumbi, jogo difícil, jogamos melhor e vencemos com gol de Arce. Tomamos uma chuvarada, mas valeu, ganhar “deles” é sempre bom. Lá no Paraguai foram dois jogos bem diferentes, goleamos o Cerro por 5x2 e tomamos de 4x2 do Olimpia. Estavamos tranqüilos com 6 pontos em 3 jogos, mas no returno a coisa se complicou; empatamos em casa com o Olimpia e perdemos para o Corinthians, nos classificamos no sufoco vencendo o Cerro, de virada, no Palestra. Mas o que interessa é que passamos. Como ficamos em segundo lugar no grupo pegamos uma pedreira nas oitavas; o Campeão de 98, Vasco da Gama.
Palmeiras X Vasco



Um jogo difícil, o Palestra lotado, e no finalzinho do 1º tempo Oséas faz o gol que tornou o estádio numa festa só, mas a festa durou até o meio do segundo tempo, quando Guilherme empatou para o Vasco. E o jogo acabou num 1 a 1, saí do Palestra triste, mas com a certeza que poderíamos nos classificar lá em São Januário. É lógico que a mídia esportiva, imparcial como é, no dia seguinte, decretou que o Verdão estava fora.
Chegou o jogo e logo de cara Luizão fez 1x0 para o Vasco, mas com Paulo Nunes e Alex, mas o time deles era bom também e Ramon empatou ainda no 1º tempo. No segundo tempo o Verdão matou o jogo com 5 minutos, Alex e Arce marcaram e o PALMEIRAS desbancava o Campeão em pleno São Januário. Estávamos nas quartas.
Palmeiras X Corinthians


Primeiro jogo no Morumbi, o mundo do futebol assiste o surgimento de um mito; São Marcos, o jovem goleiro, reserva de Veloso fecha o gol e o Verdão ganha por 2 a zero. Passamos uma semana deliciosa, sabe quando o Corinthians conseguiria vencer-nos por dois a zero ¿ Nunca. E não é que os caras fizeram 2x0 e isso no começo do segundo tempo, a partir daí o que se viu foi um jogo emocionante, em que as duas equipes perderam vários gols e de novo São Marcos catou muito. Foi para os pênaltis, acredito que foi um dos momentos mais tensos da historia do Morumbi, quando Zinho pegou a bola para bater seu pênalti parece que o tempo parou, não me lembro da cobrança, só da explosão da nossa torcida e do time correndo para a direção do Marcos e Zinho. Estávamos na Semi-final.
Palmeiras X River Plate



O jogo lá da Argentina mostrou todo o ressentimento do Galvão Bueno por termos tirado os “preferidos da emissora”, o cara torceu o jogo inteiro para o River e na hora do gol deles vibrou mais que em gol da seleção em copa do mundo. O jogo de volta foi aquilo que todo Palmeirense sabe; show de Alex , dois gols, o segundo dle foi um golaço. Palmeiras 3x0 e que venha a final.
Palmeiras x Deportivo Cali
Num jogo em que nós respeitamos muito o time deles, perdemos por 1x0 e o time saiu feliz com resultado, todos já tinham absorvido o estilo Felipão. Mas vamos ao que interessa, a concretização de um sonho d infância.
A grande final:

No dia 13/06 o Palmeiras disputa a primeira partida da final do campeonato paulista, com time reserva enfrentamos o Corinthians, até os 45 do segundo tempo perdíamos por 1x0, quando o Godoi inventou um penalti, a essa altura jogávamos com 9 jogadores . O juiz deu 3 minutos de acréscimo e curiosamente o Corinthians marcou o terceiro gol aos 50 minutos do segundo tempo. Bom que eles fiquem com o Paulistão. Saí do Morumbi encharcado, passei em casa, tomei um banho, comi um lanche, peguei meu um cobertor e fui para a porta do Palestra para garantir meu ingresso na final da Libertadores. Cheguei no domingo às 23hs e saí da Turiassú na segunda às 16h30, com meu ingresso na mão. Ansiedade, foi o que me acompanhou a partir do momento que eu peguei meu ingresso, da segunda para a terça não consegui dormir direito, da terça para quarta não consegui dormir mesmo. De manhã tentei tomar um leite, mas não desceu. Fui para o trabalho, mas não rendeu, na hora do almoço eu falei para o chefe que não conseguia trabalhar e ele me dispensou. Antes de ir para casa passei na Radio Energia 97 e levei uma Xerox do ingresso da final e deixei com o Sombra para ele mostrar para o Zé Paulo da Gloria (que hoje faz o Na Geral da Band), afinal corinthiano tem o direito de saber que existe ingresso de final de Libertadores, não com o nome do time deles, mas existe. Passei em casa, coloquei minha camisa da sorte e fui para o Palestra, as 18 horas eu já estava lá dentro, no mesmo lugar que fico há 32 anos, no alto da arquibancada na reta da linha da grande área do gol da Francisco Matarazzo.


As quatro horas que faltavam para o jogo levaram uma eternidade para passar, e quando o jogo começou, de repente já estava acabando o primeiro tempo. O Deportivo Cali não deixava o Palmeiras jogar e o Verdão não conseguia furar a retranca dos caras. Dudamel, goleiro deles, ficou uns 5 minutos com a bola na mão e o juiz nem acréscimo deu. Segundo tempo, e a pressão do PALMEIRAS foi aumentando até que por volta dos 20 minutos, num pênalti, Evair, que acabara de entrar, bate e marca, ainda comemorávamos quando Junior baiano derrubou um colombiano na linha de fundo e Zapata empatou de pênalti. Mais uns dez minutos de pressão e numa grande jogada de Junior, Oséas marca o gol da vitoria.. O duro é que alguns minutos depois Evair foi expulso, estava fora nosso melhor batedor de penaltis. Mais uma vez Dudamel fez o quanto quis de cera e dos 3 minutos que o Robaldo Aquino deu de acréscimo, o goleiro deles ficou 2 deitado, sendo atendido em campo.
Penaltis, o titulo seria decidido nos pênaltis. Loteria? acredito que não. Vence quem é mais competente naquele momento. Um pouco antes das cobranças, Seu Nicola, um senhor palestrino das antigas, amigo de arquibancada me abraçou e me falou com seu sotaque do bexiga: --- Benê, o que voga é o primeiro pênalti, se fizermos o primeiro ta ganho. Olho pro campo e vejo Zinho ajeitando a bola, silêncio no Palestra, ele corre, bate e a bola vai no travessão e saí. Nesse momento juro que todos corinthiano que eu conheço, e são muitos, passaram em minha mente. Olho pro seu Nicola e duas lágrimas escorrem pelo seu rosto, escuto ele resmungar; --- Porra já vi esse time ser duas vezes vice da Libertadores e vou morrer sem ver ele ser campeon. Abracei o veio e tentei anima-lo: --- Não acabou não, nós vamos ganhar essa porra. Vieram as cobranças de Junior Baiano, Roque Jr, Rogério empatamos em 3 a 3, nisso a torcida começou a gritar: Fora, Fora, Fora. Bedoia bateu na trave, não foi pra fora mais ta valendo. Ultima cobrança, Euller bate no cantinho e estamos na frente. Nós temos São Marcos, aliás graças a ele que nós estávamos disputando essa final. Mais uma vez o estádio inteiro gritava Fora, Fora, Fora. Zapata, 6 gols de pênalti nessa Libertadores, corre bate e Viva Zapata, a bola obedeceu a 32 mil palmeirenses que pediam no estádio e mais milhões que pediam por todo o Brasil, fora. Não consegui segurar e chorei, chorei pra caralho, um choro de alegria, uma alegria que não dá para descrever, depois de 18 anos meu sonho estava realizado, meu sonho e de todo Palmeirense. Como dizia o Raul: “Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só. Mas sonho que se sonha junto, não é sonho, é realidade”.
A América era verde.
Depois de comemorar lá dentro do Palestra, saí e bateu uma puta fome, parei na Barraca do Bigode e bati uns 3 lanches de pernil. Na minha cabeça eu já ia planejando o que ia fazer para zuar os amigos que torciam para outros times, logicamente com um tratamento especial para a gambazada, afinal freguês bom é freguês fiel.
Desse jogo eu guardo as melhores lembranças possíveis, mas uma coisa que eu fiz antes do jogo rende até hoje, eu tirei Xerox coloridas do meu ingresso, mandei plastificar e carrego na minha carteira, quando é preciso colocar um corinthiano no seu devido lugar eu simplesmente mostro o ingresso e digo, já viram um desses com o nome de vosso time. Os caras chegam a babar no canto da boca. Abaixo segue a imagem scaneada do ingresso para quem quiser fazer o mesmo.

Amanhã contra o Nacional em Montivideo espero que o nosso time incorpore a raça de São Marcos e Pierre e honre a nossa camisa. Tenho certeza que passaremos para a semi-final, mas se não der, que pelo menos o time lute até o fim.
“Explicar a emoção de ser palmeirense, a um palmeirense, é totalmente desnecessário. E a quem não é palmeirense...é totalmente impossível”. Joelmir Beting


domingo, 14 de junho de 2009

DIRETORIA COMPETENTE É ISSO


Ano passado o dia da Parada do Orgulho Gay aconteceu no dia 25/05/2008 e no mesmo dia teve jogo dos Bambis no Panetone, e não preciso nem dizer que o Morumba ficou às moscas, porque as Libélulas e as Borboletas estavam todas na Paulista. Eu até fiz uma postagem aqui no Voadora, quem quiser ver clique aqui. Mas a diretoria do São Paulo realmente é boa de planejamento e esse ano não teve que dividir a bambizada com o desfile das bicholetas.

segunda-feira, 9 de março de 2009

LUTA LIVRE MEXICANA

No Méxixo a luta livre é algo muito sério, bom sério não é um termo adequado, digamos que a Lucha Libre é muito popular, só perde em popularidade para o futebol. E como podemos ver pela qualidade técnica do jogador de futebol mexicano, muitos jovens mexicanos devem mesmo tentar a luta pois futebol é coisa de brasileiro. Em cada bairro pobre da Cidade do México existem academias lotadas de lutadores, todos sonhando em se tornar astros. Assim como acontecia no finado programa Astros do Ringue, lá tambem existe os do bem e os do mal, os tecnicos são os "mocinhos" e os rudes os "bandidos". E tome porrada de todo estilo, alias estilo é algo que não falta aos luchadores mexicanos, a maioria absoluta capricha no visual e a mascara é a marca do esporte.
E a febre da lucha libre ja chegou aos Estados Unidos (o povinho que gosta do que é brega), como podemos ver no filme Nacho Libre(2006) e no desenho Mucha Lucha. Segue alguns dos muitos luchadores mexicanos.
Como podemos comprovar pela foto abaixo o Tatoo da Ilha da Fantasia, depois de parar de jogar futebol pelo Napoli entrou para o mundo da Lucha Libre e encarou uma luta feia com sua patroa e desse amor nasceu o pequeno Puulllga(detras do Panda).

PABLO PALLHACIO
RICK BAMBITO

HERMANO METRALHA

DR. ROLIUDI

JUANITO 30

PANDITO SADÔ

JONNY MENTHIRA
(reparem nas pernas curtas)

BESCATE AZULA
PUERRA LUECA

PUÑETA DEL FUEGO

domingo, 8 de março de 2009

DIA INTERNACIONAL DA MULHER













Nesse Dia Internacional da Mulher vou fazer uma homenagem às mulheres e ao esporte que todo brasileiro ama, o futebol. Aqui no Campeonato Paulista a Federação Paulista de Futebol criou equipes de Cheerleaders, aquelas meninas que são animadoras de torcida bem comum lá nos esteites. Dos 20 times que disputam o Paulistão, 19 possuem as tais animadoras de torcida, apenas uma equipe não permitiu a presença das moças de shortinho. E adivinhem que equipe não quis a presença da mulherada para animar seus torcedores ?


É têm gosto pra tudo... Para quem gostar de futebol e de mulher e quiser conferir as Cheerleaders de todos os 19 times que aparentemente não têm nada quanto ao gênero feminino, basta clicar aqui.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009